espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

15
Jun 11
 
 
Vamos por partes...
Não é só pela Lisboa que me apaixona e não é só pela música que arrebata. Existe toda uma história a dois que não cabe num vídeo e cujo fim ainda não se avista.
Esta fim-de-semana, enquanto vinhamos de carro pela ponte, era esta a banda sonora que nos embalava. Verdes anos. Que não são os verdes, os precoces, os mais rebeldes. São estes, os de imensa alma que nos leva e traz a esta história, a dois, que Paredes não sabia, mas tocou.
publicado por Vita C às 10:35
Etiquetas:

2 comentários:
Quando ouço esta música só consigo pensar em Coimbra, talvez porque a guitarra de Paredes seja originária de lá. Claro que a juventude actual pouco saberá acerca do significado desta música...
Dylan a 17 de Junho de 2011 às 18:38

Sim, Coimbra (eu sei). Eu escolhi este video porque, a mim, me diz muito mais. E quanto ao verdadeiro significado da música, mesmo que a juventude não saiba, terá sempre o significado que a música ganha quando a ouvem e ficam intensamente fascinados :)
Vita C a 19 de Junho de 2011 às 13:42

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
16
17
18

19
21
23
24
25

26
28
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

34 seguidores

pesquisar neste blog
 
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO