espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

15
Mar 12


Aqueles momentos que, de tão intensos, nem parecem fugazes, são resistentes ao cansaço, imunes aos tempos adversos que se instalam na televisão.
Temos o riso, padeço do vício do teu riso, esse grito exultante de despreocupação e cumplicidade, esse à-vontade implícito que partilhamos. O riso, mais do que o sorriso. A gargalhada, sonora, impossível de forjar, genuína.

 

 



publicado por Vita C às 13:15
Etiquetas:

2 comentários:
Lindo e profundo... Gostei! :-) Jokas da São
soumaiseu a 15 de Março de 2012 às 20:29

Obrigada :)
Vita C a 16 de Março de 2012 às 09:25

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
17

18
20
22
24

25
26
27
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

34 seguidores

pesquisar neste blog
 
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO