espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

20
Mai 09

Foi esta das expressões mais usadas ao longo da parte curricular do meu mestrado. O aqui e agora, a dimensão menos ontológica da nossa vivência. O aqui e agora como um carpe diem científico. Eu, pensadora anónima, me confesso de défice de aqui e agora, de excesso de pensamentos sobre o que deveria ser e o que deveria ter sido, ou mesmo o que deverá ser. O que me leva à tirania dos shoulds, das imposições intransigentes que nos auto-flagelam. Nos paralisam em vez de nos impelir à mudança ou à estabilidade consoantes as nossas necessidades intrínsecas.

Todos estes pensamentos me vieram à cabeça enquanto fazia as palavras cruzadas à beira de um lago, ou melhor, enquanto via o meu namorado fazer palavras cruzadas pela segunda vez na vida. Nem todos os dias terão bolo de chocolate a acompanhar, nem todos os dias terão este calor manso de primavera, nem todos os dias terão este cheiro...

publicado por Vita C às 22:42

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
15

17
18
22
23

26
28



mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO