espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

12
Fev 13

 

(nem sei se não será montagem, mas eis um relâmpago a atingir a Basilica de S. Pedro, horas após a resignação do papa Bento XVI)

 

Creio que é desta que se resolve a questão... Desde 2005 que me tenho esforçado por aceitar que Ratzinger se tinha tornado, por (des)inspiração divina, o sucessor de JPII. Fracassei. E Ratzinger resignou. Claro que poderia dizer que bem pior deveria estar Karol Wojtyla e não resignou, não desceu da cruz que abraçou. Mas lá está: João Paulo II iniciou o pontificado dizendo "Não temais". E assim, embora tremesse parkinsonianamente, não tremeu nem temeu o momento de morrer e deixar uma igreja semi-orfã. Que era, inexplicavelmente, como se senti durante o conclave. E agora. Deus não joga aos dados. O que não quer dizer que não seja irónico e que não vá dando as suas dicas.

 

publicado por Vita C às 18:30

4 comentários:
Se é montagem ou não ou mesmo pura coincidência não quero saber, acho a imagem fabulosa e muito oportuna... O que acho piada é que com tanta coisa ruim que floresce por este mundo, Deus não está demasiado cansado para se resignar e por isso quis dar um ar de sua graça... Gosto de pensar que Ele nos está a ver... Sinto-me acompanhada! :-)
soumaiseu a 13 de Fevereiro de 2013 às 20:27

Como sabes, e como sempre assumi neste espaço, sou católica, e acabo de chegar da missa de quarta-feira de cinzas, que inicia a Quaresma. Para mim, de forma absolutamente inexplicável, esta imagem fez todo o sentido. A Igreja, enquanto congregação dos seus fiéis, tem um poder absolutamente incrível. Pena é que seja muitas vezes confundida...
É bom sentires-te acompanhada, Deus manifesta-se nas pequenas coisas que nos dão alento :)
Vita C a 13 de Fevereiro de 2013 às 21:01

Creio cada vez mais em Deus! Fui educada na Igreja Católica, cumpri toda a Catequese e fui praticante. Depois rebelei-me, por capricho zanguei-me com Deus, arrogante, achava que Deus não era justo... Já depois de casada tive um Linfoma no estômago que me fez acordar, mas não totalmente. Achei que o mérito do insucesso do meu tumor se devia também a mim... E depois fiquei grávida. Hoje sei que Deus tinha reservado para mim essa provação, sim, porque foram meses de tortura psicológica por parte da minha mãe com quem tenho uma relação estranha como já percebeste. Com a minha filha a minha fé renasceu... Percebi que Deus sempre esteve ao meu lado eu é que lhe virava sistematicamente as costas, e quando entendi isso tudo mudou! Não sou tão praticante como tu. Vou muitas vezes à Igreja conversar com Deus, ele chama-me e eu vou... às vezes apanho uma Missa a meio e fico um bocado, sabe-me tão bem! Ele continua a chamar-se para ele, só que agora eu já não lhe viro as costas, agora vou a correr ao seu encontro... :-) O mais engraçado é que a minha Rita, quando vimos da Escolinha, com apenas 5 anos, pede-me muitas vezes para irmos à Igreja porque quer conversar com Deus.... "Deixai vir a mim as crianças..."
soumaiseu a 14 de Fevereiro de 2013 às 00:32

É ... somos muitas vezes chamados e não o entendemos ... cada passo de cada vez :)
Vita C a 14 de Fevereiro de 2013 às 20:44

Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
20
21
22

24
25
26
27


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO