espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

29
Mar 10

Apetecia-me falar de muita coisa.
De como me cansa ver sempre as notícias negativas sobre a Igreja, ou de como o Pedro Passos Coelho me parece um opositor sem sal e muito bem elaborado pelos assessores. Sobre o Benfica e sobre um telefonema que recebi ontem que me deixou entre o reconfortado e o saudosista. Ou até de como tenho ajudado a metade a estudar matemática e física, e sobre as conversas ao sabor de mojitos no Chiado.

Apetecia-me. Mas o mais importante que tenho para dizer é que o meu ciclo circadiano agradecia, e muito, que a mudança de hora fosse feita a uma segunda-feira, entre as 15h e as 16h. Pode ser? Obrigada.

publicado por Vita C às 20:58

24
Mar 10
E então, para que queria eu um jantar com gente que não só não conheço como não me apetecia aturar? Ah, mas era o jantar do curso, e coiso e tal.
Vai daí, a boa da Vitamina mete-se no bólide, pára ali na zona que a viu passar a adolescência, mete os quatro piscas, marca nove números no telemóvel. Vinte minutos depois está a comer (jantar) gelado com uma das melhores amigas. Sem fretes.
publicado por Vita C às 16:32

21
Mar 10

 

Só para dizer que vou começar a jogar Dragon Age. E isto, senhores, quer-me cá parecer que é uma grande prova de amor.

publicado por Vita C às 21:57
Etiquetas:

19
Mar 10

Gosto de dias cinzentos. Gosto de Lisboa e de dias cinzentos em Lisboa.

Gosto de trabalhar nestes dias, de passear e de apanhar alguma chuva. Gosto de observar o turbilhão das pessoas que persistem na memória, embora seja a minha presença nada mais que um fugaz momento nas suas retinas.
Aprecio os dias como se fossem esgotar-se em cada noite que se aproxima. Posso não ter tempo para tudo. Mas arranjo sempre tempo para parar um pouco e aconchegar a alma.

 

 

(ninguém diz que ontem me bateram no carro, que o Sporting perdeu [ainda por cima com espanhóis] ou que me andaram a tirar sangue de meia em meia hora, deixando os meus bracinhos a parecerem os de um adicto em espetar agulhas no braço, pois não?)

publicado por Vita C às 09:13

18
Mar 10

Já sabiam que eu era distraída...

Mais informo que, se estiverem a pintar as unhas e quiserem acertar a coisa com acetona, confiram várias vezes. É que eu hoje, depois de berrar em frente ao armário encontrei a acetona, ah perdão, era o óleo de amêndoas doces! Por isso não estava a funcionar. E se calhar era também por isso que fiquei com as mãos suaves como as de um bebé...

publicado por Vita C às 14:17
Etiquetas:

17
Mar 10

A Ouvi Dizer* dos Ornatos Violeta na Super FM. Pronto, sou uma trabalhadora feliz, nada a fazer.

 

* Agora muito badalada por causa dos Ídolos, mas enfim, que fazer?

publicado por Vita C às 17:51

A lei da rolha do PSD faz-me reviver a adolescência e cantarolar o Nasce Selvagem (versão Delfins ou versão Resistência*). Entre o ridículo e o lamentável. Mas isto sou eu a pensar alto.

O José Trocas-te é finalmente chamado pelo nome, agora imaginem isto das gaffes com Sua Excelência, o Presidente da República, Acabado Silva.

 

Coisas que não interessam para nada**. O que me importa de verdade e até já ando aos pulos, em sentido figurado e não só, é que já tenho as férias marcadas. Até posso ficar pela capital ou fugir para um recanto sossegado (eu avisei, gosto de coisas simples), o que cativa é a martelada na rotina. E ter férias para o mês que vem, no mês a seguir, ter os dias todos do Optimus Alive! e com isto tudo gastar apenas as férias referentes ao ano passado.

 

publicado por Vita C às 14:29

15
Mar 10

Foi escrito há umas semanas, e pelos vistos só agora foi publicado. Giro, huh?
Isso e passar o dia sem fazer nada porque o servidor da empresa resolveu dançar, como o cisne, e morrer. E não, passar um dia aqui enfiada sem ter nada para fazer não é uma coisa boa. Mesmo nada!

publicado por Vita C às 16:53

Gosto de coisas frontais. De saber que o que parece é, ainda que nem sempre o seja. Gosto que as pessoas tenham a capacidade de me dizer o que pretendem sem falinhas mansas. Eu sou assim em muita coisa. Às vezes confundem-me com agressiva, o que não é verdade: apesar de o meu discurso ser muito transparente, faço o esforço para respeitar a opinião do outro. A maior parte das vezes. Gosto de argumentos e da troca deles.

O que eu não gosto é que me façam passar por parva. Mesmo que não queiram. E quer-me cá parecer que vou ter de desempoeirar a assertividade uma vez mais para estas bandas.
publicado por Vita C às 13:10

14
Mar 10

Não pretenderei nunca entender certas coisas.
Não vou tentar compreender a magnificência de um dia a nascer, de um sorriso no momento certo, de uma música que passa na rádio e nos transporta para um dia que apenas para nós foi especial.
Não tentarei discernir da sapiência das coisas simples, dos abraços a que chamamos casa, dos cheiros que persistem no aconchego da memória, do toque que electriza e acalma.

Porque, no fundo, há momentos em que somos muito mais. A alma não é pequena, só temos de abrir a janela e deixá-la voar.

 

* O principezinho, esse sábio

publicado por Vita C às 21:11

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

16
20

22
23
25
26
27

28
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

34 seguidores

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO