espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

30
Jan 15

sítio onde trabalhei anteriormente criou uma página no cara-de-livro. Até agora, as reviews dos trabalhadoras são 5 estrelas em 5 possíveis. Se tivermos em consideração que pela altura do Natal fui tomar café com um dos meus ex-colegas que por lá ainda anda, é risível. Hilariante. Planetário.

 

publicado por Vita C às 20:39
Etiquetas:

26
Jan 15
Sempre me fartei de rir com a minha progenitora porque quando queria comprar uma coisa (leite, shampoo, pizza, cereais. enfim qualquer coisa) chegava a casa e constatava que trazia algo muito diferente do que esperava. Percebemos entao que trazia, invariavelmente "a embalagem do lado". Estava instaurada a tradicao familiar (desculpem a ausencia de acentos e cedilhas). E o meu riso facil perante a circunstancia. Ate ao dia em que estou a lavar o cabelo e estranho a espuma que o frasco gigante de condicionador estava a fazer. Tudo bem, pensei eu, nao tirei suficientemente o shampoo. Passo o cabelo por agua e volto a atacar com condicionador. Espuma, outra vez...  Desesperada passei o cabelo por agua insistentemente e passei directamente para a mascara. Na vez seguinte, certifiquei-me que tinha passado o cabelo muitissimo bem por agua e, exacto, espuma outra vez. Pego no frasco de condicionador .... ... Pantene caracois perfeitos ... champo.

... ... ... ... Escusado sera dizer que a minha mae se fartou de rir a minha custa.

   
publicado por Vita C às 09:40

19
Jan 15
Como me realizo a trabalhar com pessoas. Simultaneamente, cada vez sou menos paciente para a maioria dos outros...    
publicado por Vita C às 10:31

08
Jan 15
cartoon.jpg


Estes tempos foram cheios de novidades, desafios e motivos para comentar e reflectir. O tempo escasseia, contudo, e a tecnologia nao ajuda (o portatil precisa de uma reforma seria e urgente). Mas nao podia ficar indiferente ao que se passou ontem em Paris.

Ponto numero 1, o humor. Eu sou adepta do humor caustico, mas nao concordo que se possa gozar ou rir de tudo. Mas isso sou eu. Se um determinado humor for, na minha sensibilidade, abusivo, nao olho, nao vejo, nao rio. Mas nao desato por ai aos tiros. Mais importante ainda, creio que temos motivos serios em demasia para canalizarmos as nossas atencoes (por exemplo, incompetencias politicas e governamentais) para nos deixarmos incomodar pelo que escreve ou desenha um ou outro jornal. O humor acaba por ser como as opinioes, cada um tem a sua. Se ha alturas em que acho que os humoristas abusam no mau gosto, tambem ha alturas em que me sinto desafiada a relativizar sensibilidades. Nao aprecio o gozo do sofrimento humano, mas acato bem que se aprenda a ver o lado de libertacao comica que nos facilita o manejo de realidades dificeis. O que me leva ao ponto numero 2, em que entra a religiao. Claro que se pode brincar e gozar com a religiao. A fe se torna exclusiva da seriedade. Mais importante que isso, a fe nao nos impele a violentar direitos humanos. Sim, todas as religioes acabam por ter os seus telhados de vidro, e os cristaos foram uns barbaros e bla bla. Argumentos do passado nao nos levam a lugar nenhum. Cristao e islamitas modernos nao matam em nome da sua religiao. Alias, nao devem matar e ponto. Muito menos por falta de sentido de humor.

"Quem mata em nome de Deus, converte este num assassino" (sabe bem recordar as palavras de Jose Saramago)

(imagem descaradamente roubada ao Quadripolaridades[1])    

Ligações:
publicado por Vita C às 10:13

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
27
28
29
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO