espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

21
Ago 10

 

Eu não boicotei a RTP. Para boicotar por uma tourada teria de boicotar por inúmeras outros programas que abomino. Não, na verdade não boicotei a RTP porque me parece um gesto efémero e pouco convincente. Mas já fui a manifestações, uma das quais em frente ao Campo Pequeno aquando da sua reabertura. E nós, os manifestantes, que fomos apelidados de extremistas, fomos brindados com meninos queques a atirarem telemóveis das varandas (ou lá o que são) para quem estava à porta do recinto. Eu não sei, mas não atirava telemóveis a ninguém, não me parece insultuoso o suficiente, antes resulta de uma arrogância e de uma futilidade enorme.

 

Mas dizia eu que não boicotei a RTP. Não obstante sou radicalmente contra as touradas. Era bem miúda quando fui a uma garraiada no Ribatejo e a coisa enojou-me profundamente quando serraram os cornos a um dos bichos.

Regra geral não perco tempo a esgrimir argumentos, mas ocasionalmente abro excepções.

 

1) Ah que se não fosse para as touradas os touros não sobreviviam enquanto espécie.

* Pois isso é tudo muito bonito, essa preocupação com a natureza e a espécie animal, mas não vejo o mesmo espírito naturalista quando por ano, e directamente relacionado com a intervenção humana no planeta, se extinguem centenas de espécies. Não apenas insectos, mas roedores e outros pequenos mamíferos, peixes, etc., sendo que são espécies cuja intervenção no ecossistema é bem mais relevante do que a do touro

 

2) O touro é um animal combativo e mostra a sua dignidade na arena.

* Ahahahahahah! Combativos são os Pandur e as Chaimites. Qualquer bicho que se veja espetado de farpas e gozado e troçado numa arena será "combativo", se por combativo quisermos dizer o recurso a um instinto de sobrevivência. Mas sim, mostra uma grande dignidade. Pena que os toureiros e os cavaleiros não sejam dignos de tal atitude. Gozar e regozijar-se com o sofrimento de um animal é vergonhoso. Mais a mais porque quando o touro acerta nalguma coisa, regra geral é no desgraçado do cavalo. Nas raras vezes que acerta nos toureiros devo confessar que me invade uma estranha alegria.

 

3) Há mais animais que sofrem.

* Que bonito, desculpar o sofrimento de um bicho com o sofrimento de outros, cuja utilização (falo aqui de animais para consumo) nem se compara. Mas mesmo assim, e tenho lido alguns extremistas a referir que para isso não iam ao circo, ao jardim zoológico nem comiam carne, nós, os adoradores de animais.

Confesso, não entro no Zoo vai para mais de 15 anos, altura em que deixei de comer carne. Deixei de ir ao circo tinha 12 anos. Por isso senhores, para mim a abolição de touradas tem a ver com uma questão de congruência. Não como carne porque não necessito dela para sobreviver saudavelmente (porque caso necessitasse, comeria sem qualquer dúvida), não compactuo com o sofrimento gratuito de animais.

 

Temos um ecossistema demasiado frágil para nos perdermos em questões fúteis, porque o tempo é escasso para percebermos que não podemos dar cabo do único planeta que temos e que partilhamos com outras espécies. Assim, por uma questão de honestidade, devo salientar o enorme trabalho que os zoos têm na continuação de determinadas espécies ameaçadas. De meras grades de entretenimento passaram a ser importantes depositários da variedade de espécies que merecem ser protegidas.

 

Quanto ao touro, se o querem proteger, metam-no no zoo. Agora não me venham com falinhas mansas, as touradas são a perpetuação de uma tradição azeda e fora de prazo, que deveria se não ser proibida, pelo menos fortemente criticada, em vez de encorajada. Não tem nada de grandioso ou dignificante, serve apenas para se verem belos cavalos com penteados atrozes, lantejoulas e chapéus. Senhores, vão às feiras e divirtam-se a espetar farpas e bandarilhas nas costas uns dos outros. Como dizia o outro "não custa nada".

publicado por Vita C às 23:26

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12

15
17
19
20

22
23
24
25
26
28

29
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO