espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

27
Jan 16

... para nao dizer um chorrilho de palavroes daqueles mesmo bárbaros e grossos, depois de ter lido isto.  Ainda estou aqui a processar para que o meu cérebro tente compreender.

Quem vai lendo este blog sabe que eu sou fervorosamente contra touradas, como escrevi aqui e aqui. Acho uma parvoíce cruel e desnecessária. Por mim, abolia-se a tourada e ponto final. No entanto, sou capaz de compreender que há pessoas que nao tem o mesmo afecto e respeito pelos animais que eu tenho... 

 

Ver imagem original

 

Mas quando a esta idiotice se junta o levar para a arena uma miúda pequena e tourear com ela ao colo, bom, isto já me parece roçar a estupidez e irresponsabilidade. Tal como a tourada em si, o argumento esconde-se atrás do que é "tradição". Seja lá isso que for, parece justificar todo um rol de comportamentos absurdos. Aqui já nem se trata do bem estar do animal, mas sim da simples segurança da criança. Como este gesto absolutamente criminoso pode ser defendido por toda uma classe profissional, espanta-me.  

E que nao haja o habitual blá blá que há coisas piores a acontecer no mundo. Tudo bem, haverá certamente bizarrias e barbáries a acontecer todos os dias. Ainda assim, nao será por isso que nao deixo de ver o que acontece mesmo aqui ao lado. E se eu já tinha pouquíssima paciência para touradas e aficionados, agora perdi-a completamente...

publicado por Vita C às 10:31
Etiquetas:

5 comentários:
Estou contigo, detesto touradas e não consigo assitir ao sofrimento do desgraçado animal, mas aqui o maior animal parece-me ser mesmo o toureiro que irresponsavelmente leva para a arena a filha... ainda que esteja muito seguro das suas "habilidades" em maltratar touros a verdade é que as desgraças acontecem e eu nem quero pensar como seria se alguma coisa corresse mal...
soumaiseu a 27 de Janeiro de 2016 às 15:34

... se a coisa corresse mal, correria muito mal. E é isto que condeno. Já nao se esgota no sofrimento do animal, mas sobretudo de por em risco uma crianca que, de certeza, nao tem capacidade para decidir se quer estar ali ou nao...
Vita C a 28 de Janeiro de 2016 às 09:29

A sério? Confesso que também detesto touradas, não gosto de ver, fujo mesmo delas :(
Chic'Ana a 27 de Janeiro de 2016 às 16:54

Pois, agora imagina por ali uma miuda de dois anos...
Vita C a 28 de Janeiro de 2016 às 09:31

Olá Vita!
Estou absolutamente de acordo contigo! Colocar a filha uma bebé de 5 meses (!) em perigo, roça a loucura! Tradição? Que tradição? No tempo o Pai dele, não havia a consciência que hoje há, dos perigos que envolvem colocar um menor numa tourada! Essa classe só olha para o seu umbigo, nem sequer têm respeito pelos próprios filhos!
Felizmente as mentalidades mudam e os Espanhóis tb têm vindo a repudiar as touradas!
Já por cá, o Presidente da Câmara de Lisboa, está a querer trazê-las de volta... Não podemos deixar!!! Os turistas que se entretenham com outras coisas!!!
Beijos de Lisboa!
Helena A. a 24 de Março de 2016 às 17:37

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
16

17
21
23

24
25
28

31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO