espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

07
Fev 12

Piegas. É esta a palavra que anda a chocar meio Portugal enquanto a outra metade do país tenta ainda salvar o que pode. O nosso PM exorta-nos a não sermos piegas, a sermos exigentes, a pronunciarmos as palavras com uma dicção cuidada e a levarmos a cabo os nossos dias de forma séria, para que não seja só para inglês ver.

Pois bem, o que o nosso caro PM, eleito democraticamente (pela maioria da minoria que resolveu ter o trabalho de se deslocar às urnas, por mais descrente que fosse o seu voto), não se apercebe é que não somos um povo piegas. Ah sim, a nossa veia latina dá-nos para ser cheios de garganta mas mansos e pacíficos no momento da verdade. Mas piegas, ora essa, isso é que não. Piegas é aquele que se lamenta cheio de medo porque fez um dói-dói no joelho ou no cotovelo e arde quando põe álcool.Ou que se lamenta por ter apenas dezenas de milhar de euros por mês, mas isso foi chão que já deu uvas e azedou.

Agora um país cuja grande maioria vê serem decepados os seus direitos e se lamenta não é ser piegas, meu caro Pedro, é ver-se aflito. Por não se saber, por exemplo, se se tem comida para pôr na mesa até ao fim do mês e nem saber sequer se se recebe no fim do mês.

Carnaval? Quero lá saber, já temos um palhaço no poleiro, não precisamos de cabeçudos. Mas este ano, senhor PM, não havendo feriado ou tolerância de ponto, já não se pode resguardar com o ser Carnaval e ninguém levar a mal. Porque estamos a levar muito a mal a sua subserviência para com a Troika e a sua falta de serviço para com o povo que o elegeu. Somos também o seu patrão, ou já se esqueceu? Então não nos lixe o juízo e veja se começa a fazer o seu trabalho. Porque essa de vir dizer que somos piegas e que andámos a viver acima das possibilidades pode resultar com algumas pessoas, mas em 31 anos de vida, lhe garanto que nunca vivi acima do parco nível das minhas possibilidades e nunca me queixei por não ter isto, não ter aquilo, não fazer férias aqui e acolá. Mais facilmente me queixo por ter de pagar ainda resquícios de um empréstimo para tirar o mestrado em 2005 (e estamos em 2012, certo?). Mas nunca pensei que estudar numa universidade pública fosse viver acima das minhas possibilidades. Por isso, senhor Pedro, se não tem desculpa melhor para nos chular, ao menos que admita a sua incompetência.

E dos feriados, consullte aqui e compare com isto para averiguar se era mesmo necessário retalhar datas marcantes na nossa História para agradar à menina Angela. 

Vergonha na cara era pedir muito, eu sei, por isso peço-lhe ao menos que tenha tento na língua. Piegas não somos, mas burros também não...

publicado por Vita C às 09:37
Etiquetas:

14 comentários:
É verdade, Cantinhodacasa, nem só o PR foi infeliz.
Além das acções e omissões, o senhor PM nem a comunicar esteve bem. E os portugueses bem precisavam que alguém lhes explicasse as negociatas que este (des)governo anda a fazer.
Agradeço o elogio, sabe sempre bem.
Vita C a 7 de Fevereiro de 2012 às 22:45

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

30 seguidores

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO