espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

04
Jan 12

Nunca mais aqui tinha falado no Mafia Wars, esse jogo que é única razão de ter uma conta no Facebook. Agora tem uma versão 2, que não vale nada. Estou já a nível 1701 (na versão original) e faço parte de uma família (máfia que é máfia tem uma família) bastante porreira e que me ajuda a melhorar e curtir o jogo.

 

Esta nerdice foi-me introduzida pela metade, claro, que entretanto já não joga MW, estando embrenhadíssimo no SWTOR (Star Wars, The Old Republic), saído no final do mês passado e cuja edição de coleccionador esgotou com meses de antecedência (o que eu procurei por ela!). Eu mantenho-me fiel ao MW porque a Zynga até inova nalgumas tretas e o jogo não se torna monótono (para mim), além de que os jogos que ele joga não me cativam ao mesmo nível. Para ele, MMOs e MMORPGs (sim, isto é uma cena que só vai lá com siglas) são a autêntica perdição. Em cada expansão que sai, lá vai ele, com os amigos, à meia-noite para as lojas, e joga joga joga, todo contente, as betas isto, os servidores aquilo (tudo chinês para mim).

 

Mas para se entender o nível de nerdice (dele, claro está), no outro dia um casal amigo perguntou-nos há quanto tempo estávamos juntos. Dada a resposta (já vão quase três anos e meio e, ao que parece, o tempo voa e vamos a ver onde chegamos), perguntaram à metade se era a relação mais longa dele.

 

- Quer dizer, com o WoW* dura há mais tempo, mas também, o sexo não se compara.

 

 

 * World of Warcraft, uma autêntica pérola lendária dos jogos, ainda hoje serve de base de comparação para a maioria dos jogos que saem...

publicado por Vita C às 13:52
Etiquetas:

Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
16
18
20
21

22
24
27
28

29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

30 seguidores

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO