espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

19
Fev 13

 

Miguel Relvas, esse prodígio da política lusa, vê os telejornais e está tento aos meios de comunicação social.
Os mesmos sábios que escreveram que Pedro Passos Coelho, esse barítono que ensaia permanentemente para primeiro-ministro, deveria ter juntado a sua à voz do coro de Grândola, Vila Morena que o interrompeu na Assembleia da República. Pedrito, tímido, não o fez. Miguelito, audacioso, atreveu-se a tal.

Mas ninguém avisou Miguel Relvas, por eventual desconhecimento ou por atroz falta de coragem, que Miguel Relvas a cantar é ... uma ovelha. Bale. E se há músicas onde figuras tristes não têm piada, Grândola, Vila Morena é uma delas. Miguel Relvas tentou ... e falhou redondamente. Mas Miguelito não é uma ovelha. Aliás, a sua extraordinária sobrevivência no governo só se explica pela astúcia lupina. Mas já se sabe, quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha. Como deu para ouvir...

publicado por Vita C às 18:34
Etiquetas:

Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
20
21
22

24
25
26
27


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

30 seguidores

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO