espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

01
Mar 13
(caraças, que me emocionei)
O povo é, sempre, quem mais ordena.
Vamos imaginar que as promessas eleitorais de um governo são o seu CV. Com base nestas, o povo, empregador, elege-o (contrata-o, portanto, embora nem todos os sócios o tenham escolhido). Não obstante, o CV revela-se claramente abaixo das expectativas. Imaginemos que se trata de uma questão situacional, como a introdução de uma nova tecnologia no posto de trabalho, ou de uma diminuição da actividade da empresa. O trabalhador, governo, começa a meter os pés pelas mãos e apresenta, ao empregador, o povo, dia após dia, desculpas e patranhas esfarrapadas. Que a culpa não é dele. É dos mercados. É da crise. Muito bem. Vocês mantinham na vossa empresa um tipo claramente incompetente? Então porque se mantém este governo? Porque, repito, o povo é, sempre, quem mais ordena. Prometeu não cumpriu, venha o próximo. Rescisão unilateral com justa causa do contrato de trabalho... há dúvidas?
publicado por Vita C às 16:59
Etiquetas: ,

Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15

17
18
19
20
22
23

25
26
28
29
30

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

30 seguidores

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO