espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

11
Set 13

 

Eu reconheço que estou uma chata do pior. Estar desempregada irrita-me, e embora vá dando algumas consultas, passo demasiado tempo em casa. Por isso, estou hiper-susceptível a determinadas situações e comportamentos. Eu, pessoa positiva e vibrante, perco a cabeça, a paciência e as estribeiras com as pessoas-que-fazem-uma-tempestade-num-copo-de-água e com as pessoas-com-ar-de-que-toda-a-gente-lhes-deve-e-ninguém-lhes-paga.
Estou fartinha de estar em casa. A minha vida parou, estagnou, e apesar de toda a resiliência e todo o esforço e ocupação, o meu maior receio é estar a transformar-me numa macambúzia impaciente.

(isto porque creio que escrever sobre os condicionantes económicos da situação que contribuem para o agravamento desta sensação de inutilidade e aparvalhamento me parece de todo desnecessário)

publicado por Vita C às 13:21

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
14

15
17
18
19
20
21

23
25
26
27

29


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

30 seguidores

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO