espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

13
Dez 13

Tenho uma ex-colega que faz artesanato, e é ela a minha fonte de agendas. Há dois anos ofereceu-me uma nos anos, completamente personalizada com fotografias que retirou do meu facebook (já agora, o meu facebook agora está ali do lado direito).

Eu nunca fui pessoa de agendas, mas experimentem trabalhar numa empresa em que vocês agendam serviços externos por cada trabalho que fazem e, claramente, precisam de se orientar. Além de que é bom para me orientar quando tenho diversas consultas.

No ano passado, já nenhuma de nós trabalhava no local-do-demo, fui ter com ela a uma feira de artesanato e comprei uma nova agenda (e não só).

Este ano, e porque não mantivemos contacto, e sobretudo porque agora me habituei a agendar personalizadas e originais, enviei um e-mail para saber onde poderia encontrá-la. Até agora.

Eis senão quando, hoje numa sessão, uma das minhas clientes saca de um embrulho, entre prenda de anos e de natal e me diz, "Dra, fui eu que fiz, é para si!". Se não tivesse sido ela a fazer, tinha-se levantado aqui uma enorme questão ética. Mas não poderia nunca recusar o trabalho de alguém que fez alguma coisa a pensar em mim. E o que era? Pois, obviamente, era uma agenda! Linda que só ela.

E totalmente a minha cara! Compreendam que não posso, por motivos de confidencialidade, divulgar os serviços da minha cliente. Mas ela bem merecia.

 

 

 

A minha agenda ainda em vigor, portanto, da minha colega, comprei na Marias e Manias, e a que aqui está fotografada é, exactamente, a minha.

publicado por Vita C às 20:37
Etiquetas:

Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12

17
18
20
21

22
24
25
27

29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

31 seguidores

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
Visitantes
Por aqui
online
blogs SAPO