espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

12
Out 14

O amor está nas coisas simples.

O amor está nos olhares cúmplices, nos abraços ternos, nas concessões mútuas, nos maus feitios apaziguados, nas resistências partilhadas, em pequenas coisas que mais ninguém nota. E nem é suposto mais ninguém notas. Se mais alguém notasse, não seriam coisas só nossas e não teríamos esta molecularidade ímpar do nosso amor. Eu e tu, HCl, NaCl, enfim, química e física traduzida de modo sociológico, psicológico e romântico. Parvoíces e parvoeiras que são do mais sério que há.

O amor está nas coisas simples. Não significa que o amor é, necessaria e exclusivamente, uma coisa simples. Mas também pode ser.

publicado por Vita C às 20:12
Etiquetas:

Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

30 seguidores

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO