espaço de mau feitio, alguma reflexão, música e outras panóplias coloridas

01
Out 09

Há uns anos vinha do Casino Estoril, depois de um concerto dos Silence 4 (a minha memória é bastante prodigiosa para pormenores e o meu gosto musical nem sempre foi indiscutível), com um amigo. Na boa da conversa, ia-me dizendo que ainda não tinha encontrado "a tal".

Passados estes anos, ainda não a encontrou.

 

 

Ora esta noção de "tal" é daquelas que me fez espécie, e continua a fazer.

Se continuarmos eternamente à procura de alguém que cumpra determinados pré-requisitos,  vamos sempre compará-la com um ideal que fomos construindo, muitas vezes com base nas nossas decepções. Isto implica, por uma questão de eficiência heurística do nosso processamento social, que não iremos atender ao que a pessoa é, mas ao que a pessoa é em relação ao que pretendemos que ela seja.

 

O perigo de levarmos isto demasiado a sério é cairmos no conformismo... Mas tudo tem o seu equilibrio.

 

(como nós)

 

 

 

 

publicado por Vita C às 20:06

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
17

18
19
20
21
22

27
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

30 seguidores

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO